INVESTIR EM ISRAEL
INVESTIR EM ISRAEL BONDS

Do Diretor Geral (CEO)

Investindo em uma das melhores economias do mundo

por Israel Maimon
Presidente & CEO

 

Israel Maimon

Photo credit: Shahar Azran

Em 23 de outubro, Maryland se tornou o mais novo estado a proibir a negociação com empresas que apoiam o movimento de Boicote/Desinvestimento/Sanções (BDS). Quase metade dos estados dos EUA aprovaram leis ou assinaram decretos com o mesmo objetivo.

Isso é mais um revés para aqueles que defendem o BDS e vêm tentando, sem sucesso, prejudicar Israel economicamente. Muito pelo contrário – a economia de Israel é amplamente reconhecida como uma dentre as melhores do mundo.

Uma avaliação do Standard & Poor’s, emitida em agosto de 2017, resume isso bem. Ao elevar a perspectiva de Israel de "estável" para "positivo", o S&P declarou que "há potencial para um desempenho fiscal do governo geral mais forte do que o esperado nos próximos dois anos. Esperamos que a dinâmica econômica e de balança de pagamentos de Israel se manterá forte, ao passo em que os riscos de títulos se manterão contidos."

Um mês depois, a Moody’s declarou que "o crescimento econômico de Israel ultrapassou o de outro países industriais avançados na última década, impulsionado por seu nicho de exportação de alta tecnologia e uma base econômica diversificada que hoje também possui o status de exportador de energia."

Warren Buffett, o investidor mais famoso do mundo, é também um defensor entusiasta da economia de Israel, como se pode ver pelo fato de ser dono de empresas israelenses e de títulos de Israel. Como mencionado pelo primeiro-ministro Netanyahu, "Warren é um dos investidores mais brilhantes e bem sucedidos de nosso tempo. Ele sabe identificar um bom investimento. É por isso que investe em Israel."

Os fatos falam por si sós. O PIB de Israel em 2016 foi de US$ 318 bilhões. Sua relação dívida/PIB – um importante indicador de bem-estar econômico – reduziu para 62,4% entre 2007 e 2016, fazendo de Israel um dos três únicos países a reduzir com êxito a relação dívida/PIB desde o início da recessão global. Em comparação, a relação dívida/PIB dos EUA aumentou em mais de 47%.

Durante mais de 66 anos, a organização Israel Bonds tem sido essencial para o rápido desenvolvimento econômico de Israel. Desde o início do programa em 1951, mais de US$ 40 bilhões em Títulos de Israel foram adquiridos em todo o mundo. Essa rede global de consumidores inclui investidores institucionais com o mais alto nível de responsabilidade fiduciária.

Além de representar uma segurança para Israel, investir em Títulos de Israel é uma forma direta e pessoal de investir no potencial promissor do único estado judeu do mundo. Em abril, Israel completará 70 anos, e não há forma melhor de expressar o orgulho que temos de sete décadas de sucesso do que através da compra de Israel bonds.

 

(Os títulos de Israel não são avaliados)